COVID-19: Cidade solidária, como doar cestas básicas

A ação de voluntariado Cidade Solidária é uma iniciativa da Prefeitura e de diversas Entidades da Sociedade Civil Organizada para ajudar as pessoas em situação de extrema vulnerabilidade.

Essa ação será realizada durante a manutenção da situação de emergência e do estado de calamidade pública decorrentes da pandemia do COVID-19.

A população poderá doar cestas de alimentos e cestas de higiene e limpeza em oito pontos de drive-thru distribuídos na cidade.

Poderá, também, doar dinheiro para um fundo que viabilizará a aquisição de cestas.

Desde o início do Programa, já foram distribuídas mais de 2,4 milhões de cestas básicas aos paulistanos, de maio de 2020 até o dia15 de março de 2021.

COVID-19
COVID-19

COMO DOAR

EMPRESAS

As empresas e organizações que quiserem ajudar o programa a combater as consequências do COVID-19 podem entrar em contato diretamente com a equipe de captação do Cidade Solidária pelos telefones 11 2833-4170, 2833-4166, ou 2833-4165, ou ainda pelo e-mail: doacoes@prefeitura.sp.gov.br.

Elas também podem fazer doações em dinheiro diretamente na conta do programa: PMSP/SMDU-Cidade Solidária CNPJ: 46.395.000/0001-39 Banco do Brasil Agência 1897-X C/C 2020-6.

Eu particularmente recomendo cautela e uma validação mais profunda antes de realizarem doações em dinheiro. Senti falta de um pouco mais de transparência em todo o processo.

POPULAÇÃO

As pessoas físicas também podem fazer doações em dinheiro.

Como particularmente eu não posso atestar a confiabilidade da ação, não recomendo nem endosso esse tipo de doação.

Muito mais seguro e confiável é a possibilidade das pessoas também poderem doar cestas básicas ou alimentos diretamente em um dos equipamentos da Secretaria de Direitos Humanos espalhados pela cidade ou no galpão da Cruz Vermelha.

ALIMENTOS DA CESTA BÁSICA

  1. Leite em pó integral, instantâneo: dois pacotes de 400 gramas cada
  2. Arroz agulhinha: 5 kg;
  3. Feijão carioquinha: 1 kg;
  4. Farinha de mandioca: branca, 500 g;
  5. Açúcar refinado: 1 kg;
  6. Óleo de soja: 900 ml;
  7. Sal: 1 kg;
  8. Macarrão: 1 pacote de macarrão tipo espaguete;
  9. Polpa ou purê de tomate: 1 embalagem em caixa;
  10. Sardinha em óleo comestível: 2 latas.

LOCAIS DE ARRECADAÇÃO

Ouvidoria de Direitos Humanos
R. Dr: Falcão Filho 69, com horário das 10h às 16h

Cruz Vermelha Brasileira
Av. Moreira Guimarães, 699, Indianópolis

CRAI – Centro de Referência e Atendimento para Imigrante
R. Major Diogo, 834, Bela Vista – Tel.: 2361.3780

Casa da Mulher Brasileira
R. Vieira Ravasco, 26, Cambuci – Tel.: 3275-8000

Casa Eliane de Grammont
R. Dr. Bacelar, 20 – Tel.: 5549-9339 / 0335

Casa Brasilândia
R. Sílvio Bueno Peruche, 538 – Tel.: 3983-4294 / 9816

CRM 25 de Março
R. Líbero Badaró, 137 – 4º andar – Centro – Tel.: 3106-1100

CRM Maria de Lourdes Rodrigues
R. Luiz Fonseca Galvão, 145 – Tel.: 5524-4782

CC Laura Vermont (Zona Leste)
Av. Nordestina, 496 – Tel.: 2032-3737

CC Luana Barbosa dos Reis (Zona Norte)
Praça Centenário, 43 – Tel.: 3951.1090

CC Edson Neris (Zona Sul)
R. Conde de Itu, 673 – Tel.: 5523.0413

CC Claudia Wonder (Zona Oeste)
Av. Ricardo Medina Filho, 603 – Tel.: 3832.7507

CRD BrunnaValin (Centro)
R. do Arouche, 23, 4°andar – Tel.: 3151.5786

CRPIR Sul I – Casa De Cultura Campo Limpo
R. Aroldo de Azevedo, 100 – Tel.: 3742.6218

CRPIR Norte – Brasilândia
Praça Benedicta Cavalheiro, s/nº – Tel.: 3922-7664

COMO RECEBER

Realizando um cadastro pelo 156, ou totalmente digital, organizações sociais que distribuem cestas básicas em áreas mais vulneráveis podem solicitar cestas.

O programa ficou ainda mais ágil e com controle da gestão para garantir que a comida chegue à mesa de quem realmente mais precisa.

Ajude a combater as consequências do COVID-19! Curta e compartilhe para ajudar mais pessoas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.